Notícias

Insolação: cuidado e atenção aos sintomas são essenciais para não causar complicações


Insolação: cuidado e atenção aos sintomas são essenciais para não causar complicações

O Brasil é um país tropical que apresenta altas temperaturas, principalmente durante o verão. E é nesta época do ano que devemos ter um cuidado redobrado com a pele, pois a exposição ao sol é mais comum. Já falamos aqui sobre os riscos de câncer de pele, mas, além dele, existe uma condição chamada insolação, que ocorre quando a temperatura corporal desregula. Conheça os sintomas e a forma de tratamento!

O que é insolação?

Quando somamos exposição excessiva ao sol e altas temperaturas, o resultado é insolação. Com o aumento da temperatura corporal, o nosso mecanismo de transpiração fica confuso e não consegue resfriar, fazendo com que o corpo passe dos 40 graus.

Essa é uma condição que pode acontecer em qualquer idade. Porém a gravidade é maior em idosos e crianças.

Quais são os sintomas da insolação?

Os sintomas podem variar de acordo com a intensidade da condição. Confira:

  • Pele ressecada;
  • Temperaturas elevadas;
  • Dores de cabeça;
  • Náusea;
  • Pulso rápido;
  • Ausência de suor;
  • Tontura.

Quando a insolação é mais grave, os sintomas podem incluir:

  • Distúrbios visuais;
  • Confusão mental;
  • Desmaios;
  • Coma.

Como é feito o tratamento?

O primeiro passo é levar a pessoa para um local fresco e com ventilação. Ofereça água gelada ou líquidos não alcoólicos. Borrife água em todo o corpo ou utilize compressas frias em pontos como testa, pescoço, axila e virilha. Um banho frio também pode ajudar.

Em casos mais graves, é necessário realizar hidratação intravenosa. Por isso, fique atento aos sintomas e procure ajuda médica. A insolação pode parecer inofensiva, mas, caso não seja tratada de forma correta, os riscos de complicação da condição aumentam, podendo levar à morte.