Notícias

Exame parasitológico de fezes: tire todas as suas dúvidas


Exame parasitológico de fezes: tire todas as suas dúvidas

O exame parasitológico de fezes, feito a partir da análise de uma amostra do material orgânico, detecta a presença de vermes no intestino e aponta sua respectiva classificação. Os resultados são essenciais para que o médico consiga prescrever o tratamento correto em cada caso.

O nome parasitológico vem da ideia de que os vermes são, em geral, parasitas. Esses seres são compreendidos como aqueles que só vivem em associação com outro ser vivo, do qual retira seu alimento. Enquanto os piolhos são parasitas externos, os vermes são internos, uma vez que infestam o intestino humano.

Como curiosidade, cabe ressaltar que a maioria dos parasitas é transmitida por meio do contato com as fezes de pessoas infectadas. Isso pode se dar, por exemplo, pela água, pelo solo, pelas mãos e pelos alimentos. Nos países em que as condições de saneamento básico são ruins, a contaminação tende a ser maior.

Tipos de parasitas

Os tipos de parasitas que podem habitar o intestino humano são: protozoários e helmintos. Os primeiros são unicelulares e podem ou não causar doenças. Os últimos são compostos por várias células e possuem tamanhos variáveis, chegando até 25 metros.

Conforme análise dos sintomas, o médico pedirá o exame e os procedimentos complementares para chegar ao diagnóstico preciso. Cabe ao paciente seguir corretamente os cuidados recomendados sobre coleta, armazenagem e transporte da amostra.

Realização do exame

O material deve ser colhido e armazenado em um frasco padrão esterilizado. É necessário que ele seja entregue imediatamente no laboratório para análise. Nos casos em que isso não for possível, a refrigeração será necessária (máximo de 12 horas). Recomenda-se que a coleta aconteça sobre papel ou plástico secos e você transfira uma porção das fezes (meia colher de sopa) ao recipiente fornecido pelo laboratório.

Situações de diarreia requerem soluções especiais para coleta, também fornecidas pelo local de análise. Jejum não é necessário. No entanto, a ingestão de carnes vermelhas e malpassadas deve ser evitada no dia anterior para que não seja confundida com a presença de sangue oculto.

Pelo menos três dias antes da coleta, o paciente não deve estar sob o efeito de laxante nem ter sido submetido a exames radiológicos de contraste. Também pode comprometer o resultado o uso de antiparasitários e antibióticos nas últimas três semanas, bem como o uso de antidiarreicos e anti-inflamatórios nas últimas 72 horas. Existem outros compostos a serem evitados, os quais o médico orientará você.

Dependendo da situação, pode ser solicitada a coleta de três amostras em dias diferentes, preferencialmente com intervalos de dois a três dias. O resultado levará em conta a aparência, a composição e a consistência das fezes. É função do responsável investigar a presença de ovos, larvas e parasitas.

O exame parasitológico de fezes é muito importante para o combate correto aos parasitas que infestam o intestino. Isso contribui para a sua qualidade de vida. Se você precisar fazer o procedimento, conte como Laboratório Carlos Chagas. Entre em contato com a gente!