Notícias

Atenção dobrada: é hora de se prevenir contra o câncer de pele


Atenção dobrada: é hora de se prevenir contra o câncer de pele

A época mais quente do ano chegou! O verão, que dura do dia 22 de dezembro até o dia 20 de março, é marcado por muito sol e calor. É tempo de curtir a piscina, caminhar ao ar livre e, se possível, fazer aquele passeio na praia. Consequentemente, é hora, também, de se prevenir e dobrar a atenção contra o câncer de pele, o tumor mais comum no Brasil e no mundo.

O distúrbio acontece quando as células do nosso corpo começam a se multiplicar descontroladamente e é dividido em duas classificações. A primeira, o câncer de pele melanoma, origina-se nas unidades produtoras de melanina, sendo mais comum em adultos de pele branca. Já o não melanoma, bem mais frequente, é o responsável por 30% dos quadros de tumores malignos em nosso país.

Com o objetivo de colaborar para a prevenção, separamos as principais informações sobre a doença. Conhecê-las pode ser essencial no diagnóstico precoce e na cura. Vamos lá?

Identificando o câncer de pele

Manchas que coçam, descascam ou sangram são indícios do câncer de pele. Assim como sinais e pintas que mudam de tamanho, forma ou cor e feridas que não cicatrizam. Qualquer um desses sintomas precisa ser informado a um profissional de saúde o quanto antes. Se não tratado adequadamente, o distúrbio pode destruir as estruturas da pele.

O tumor ocorre em áreas do corpo que são mais expostas ao sol. Os maiores exemplos são o rosto, o pescoço e as orelhas. Além disso, é importante conhecer os fatores de risco. Na lista, aparecem pessoas de pele e olhos claros, com histórico familiar e outras doenças cutâneas. Aqueles que trabalham expostos ao sol ou fazem exposição frequentemente devem, da mesma maneira, estar atentos.

Prevenindo a doença

A principal ação recomendada para prevenir o câncer de pele é protegendo-se da exposição excessiva ao sol. Horários em que os raios solares são mais intensos, entre 10 da manhã e quatro da tarde, têm de ser evitados. Caso fique exposto, é essencial usar o protetor solar, aplicado corretamente e com a periodicidade ideal do produto. Em praias, piscinas e outras atividades, utilize óculos de sol, chapéus, sombrinhas e guarda-sol.

Finalmente, lembre-se sempre: a proteção é necessária igualmente em dias nublados. Se você se encontra no grupo de risco, visite seu médico com frequência e esteja de olho no seu corpo. Conhecê-lo faz total diferença no cuidado com você mesmo. Outras dicas e informações sobre a área de saúde, acompanhe nossas redes sociais!