Sem categoria

Doação de sangue: saiba tudo sobre esse ato de solidariedade.


Doação de sangue: saiba tudo sobre esse ato de solidariedade.

Neste artigo, entenda a importância da doação de sangue e confira tudo o que você precisa saber para fazer a sua contribuição para a saúde coletiva da sua região.

O sangue cumpre diversas funções em nosso corpo, desde o transporte de oxigênio até o combate a infecções. Por isso, a doação de sangue é um ato que pode salvar a vida de inúmeras pessoas. E o melhor: é seguro, rápido e indolor!

Quer saber mais sobre essa ação de solidariedade? Leia o blog abaixo para entender a importância de doar sangue e confira tudo o que você precisa saber para fazer a sua parte.

A importância a doação de sangue

O sangue e seus componentes, como plaquetas e plasma, são indispensáveis no tratamento de pacientes com condições graves e em situações de emergência. Por isso, a doação de sangue ajuda a garantir que os hospitais tenham um suprimento constante e seguro. Isso permite que vidas sejam salvas diariamente!

Além de seu impacto direto nos pacientes, a doação de sangue é também um ato de solidariedade que fortalece a comunidade. Quando uma pessoa doa sangue, ela não está apenas contribuindo para a saúde de desconhecidos. Ela também está demonstrando um compromisso com o bem-estar coletivo!

Tudo sobre a doação de sangue

Abaixo, confira tudo sobre a doação e saiba como deixar a sua contribuição no banco de sangue mais próximo.

Quem pode doar?

Para doar sangue, os candidatos precisam cumprir algumas condições básicas. São elas:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter entre 18 e 65 anos de idade;
  • Ter peso acima de 50kg;
  • Apresentar documento com foto, válido em todo o território nacional.

Quem não deve doar?

Há ainda algumas contraindicações, ou seja, condições que impedem a doação. Confira quais são:

  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando;
  • Pessoas que tiverem diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade;
  • Pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, hepatite, sífilis e Doença de Chagas;
  • Usuários de drogas;
  • Pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Como doar?

Para fazer a sua parte, basta procurar o banco de sangue da sua região e manifestar a sua vontade. Lá, você precisará fazer um cadastro com dados pessoais, além de ser avaliado quanto ao estado de saúde. Em Minas Gerais, a coleta é feita pela Fundação Hemominas.

Quais são as recomendações para o dia da doação?

Geralmente, as coletas são feitas no mesmo dia que o cadastro junto ao banco de sangue. Por isso, fique atento às recomendações e chegue ao local preparado:

  • Esteja bem-disposto e alimentado;
  • Na noite anterior, faça um repouso mínimo de 6 horas;
  • Não tome bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores a doação;
  • Não fume por, pelo menos, 2 horas antes da doação;
  • Evite alimentos gordurosos nas 3 horas antes da doação;
  • Algumas profissões exigem uma pausa de 12 horas antes da doação, como piloto de avião ou helicóptero, condutor de ônibus ou caminhões de grande porte e pessoas que sobem em andaimes ou praticam paraquedismo ou mergulho.

O que acontece depois da doação?

Após a coleta, o doador recebe um lanche e algumas instruções para o seu bem-estar nas próximas horas. Vale lembrar que a quantidade retirada não afeta a sua saúde e a recuperação é imediata

Já o sangue coletado passa por alguns exames, para detectar possíveis doenças. O doador tem direito de conferir os resultados dos exames. Caso seja necessário confirmar algum dos resultados, ele poderá ser convocado para uma nova coleta.

O que acontece com o sangue doado?

Para que a quantidade de sangue doado possa beneficiar mais de um paciente, a mostra é separada em diferentes componentes: hemácias, plaquetas e plasma. Estes são distribuídos aos hospitais da região, podendo atender pacientes internados ou casos de emergência.

 

A doação de sangue é um gesto altruísta, que promove a conscientização sobre a importância do apoio mútuo e da saúde pública. Incentivando mais pessoas a se tornarem doadores, o Laboratório Carlos Chagas perpetua um ciclo de ajuda que pode fazer a diferença na vida de muitos! Acesse o nosso blog e continue acompanhando conteúdos sobre saúde.