Notícias

6 fatores que alteram os resultados de exames de laboratório


6 fatores que alteram os resultados de exames de laboratório

Alguns exames feitos em laboratório podem ter seus resultados afetados devido a alguns comportamentos e fatores. A forma como você deve se preparar varia de acordo com o tipo de exame realizado. Por isso, antes de realizá-los, peça orientação para o seu médico ou para o laboratório.

O que pode alterar meu exame de laboratório?

1. Postura
A mudança rápida de postura pode interferir em exames que meçam os níveis de albumina, colesterol, triglicérides, hematócrito e hemoglobina, além de drogas que se ligam a proteínas e também os leucócitos. Isso acontece porque a alteração rápida de posição determina a variação do teor de alguns componentes séricos.
2. Jejum
Para realizar alguns exames em laboratório é preciso que a pessoa esteja em jejum. A necessidade do jejum decorre do fato de os valores de referência dos testes terem sido estabelecidos em indivíduos nesta condição. Quando você come algo, é possível que haja alteração da composição sanguínea por um momento. Se o jejum não fosse pedido, cada exame deveria ser analisado baseado no tipo de alimento que a pessoa ingeriu, o que daria um trabalho enorme!

3. Hábitos alimentares
O tipo de dieta que você adota no seu dia a dia também pode interferir na avaliação de exames. Uma alimentação rica em gordura pode fazer subir a concentração de triglicérides, enquanto a ingestão excessiva de alimentos repletos de proteína podem elevar os níveis de amônia, ureia e ácido úrico.

4. Álcool e tabaco
A ingestão de álcool e o hábito de fumar cigarros podem causar variações nos resultados devido aos seus efeitos in vivo e in vitro. Mesmo quem não faz o uso das substâncias com regularidade pode apresentar alterações significativas na glicose, no ácido lático e nos triglicérides. Enquanto isso, pessoas que fazem o uso constante da bebida podem ter a concentração de gamaglutamiltransferase elevada.

Quem fuma tem grandes chances de ter alteração na concentração de hemoglobina, leucócitos, hemácias e do volume corpuscular médio. Também podem sofrer com a redução do HDL, o colesterol bom, e elevar a adrenalina, a aldosterona, o antígeno carcinoembriogênico e o cortisol.

5. Prática de atividade física
Se você é um adepto das caminhadas ou da academia, evite fazer os exercícios antes de coletar amostras para exames de laboratório. Apesar de transitório, o efeito das atividades físicas modificam alguns componentes sanguíneos devido à mobilização de água e outras substâncias no corpo. O esforço ainda é capaz de aumentar a atividade sérica de enzimas de origem muscular, como a acreatinoquinase (CK), a aldolase e a aspartato aminotransferase, pelo aumento da liberação celular, dentre outros efeitos.

6. Uso de medicamentos
Quem utiliza medicamentos regulares deve ficar atento às alterações nos exames. Os fármacos devem ser protocolados para evitar mudanças que acabem induzindo o médico a erros na interpretação dos resultados do exame. Essas interferências ocorrem in vivo, quando o medicamento modifica o resultado. Os remédios podem alterar a hiperglicemia causada pelo uso de corticoides ou a elevação da atividade da CK total pelo uso de estatinas.

Tenho certeza de que agora você vai ficar muito mais atento aos seus hábitos antes de fazer algum exame em laboratório, certo? Clique aqui e veja a lista completa de serviços e exames oferecidos pelo Laboratório Carlos Chagas. Marque um horário através do telefone (32) 2102-7600.

 

Entre em contato conosco