Notícias

O que é e como funciona o exame de sexagem fetal?

A sexagem fetal é o exame que possibilita a identificação do sexo do bebê mais cedo do que os testes convencionais, como a ultrassom. Ainda na oitava semana de gestação, o método permite que o sangue da mãe seja avaliado, identificando, ou não, o cromossomo Y. Quando encontrado, por ser característico do sexo masculino, é concluído que o bebê é menino. Em sua ausência, trata-se de uma menina.

Relativamente novo, o exame está ganhando o coração das futuras mamães e dos futuros papais. Com ele, é possível começar os preparativos para a chegada do bebê com antecedência, escolher o nome e acabar com a curiosidade da família. Mesmo assim, algumas pessoas têm dúvidas sobre a sexagem fetal. Pensando nisso, explicamos como o teste é realizado de forma simples:

A coleta de sangue para a sexagem fetal

Exames de sangue fazem parte da vida de todo mundo. Em check-up de rotina, são eles que permitem a análise do funcionamento do nosso corpo. Como nos tradicionais, a coleta para a sexagem fetal começa com a punção venosa do sangue periférico. A principal diferença é que o preparo não exige jejum nem qualquer outra restrição.

Além disso, o teste não é invasivo e não oferece riscos para a mãe nem para o bebê. Consequentemente, não há restrições. Toda mulher em período de gravidez pode realizar o exame. Mas atenção: se a gestante tiver passado, recentemente, por transfusão sanguínea, é indicada a espera de um mês.

Nesses casos, uma doação originada de um homem é capaz de alterar o resultado do exame. Para que haja precisão ao identificar o sexo do bebê, é importante esperar para que as células sejam renovadas no corpo. Depois, em quadros normais, a exatidão da sexagem fetal varia entre 96% e 99%.

Informações adquiridas, o próximo passo é agendar o seu teste. Localize o Laboratório Carlos Chagas mais próximo de você e acabe com a ansiedade! É sempre um prazer fazer parte desse momento tão especial, e você, claro, merece segurança e o melhor atendimento.